terça-feira, 23 de dezembro de 2008

FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO: BENTO XVI : O SÍMBOLO DO MAL






O Papa, Bento XVI, apelou ontem em discurso na Cúria, a uma «ecologia do homem», mais necessária do que «As florestas tropicais merecem a nossa protecção. Mas os homens não merecem menos do que isso», frisou, aludindo a homossexualidade e transsexualidade.


No discurso, de balanço à Cúria, a administração central do Vaticano, Sala Clementina no Palácio apostólico do Vaticano, Bento XVI, defendeu que a Igreja, além da natureza, «também deve proteger o homem da destruição de si próprio», referindo que os comportamentos que vão além das relações heterossexuais são «a destruição do trabalho de Deus».«Não é metafísica superada se a Igreja fala da natureza do ser humano como homem e mulher e pede que esta ordem da criação seja respeitada», afirmou o Sumo Pontífice, defendendo o direito de a Igreja «falar sobre a natureza humana como homem e mulher, e pedir que esta ordem da criação seja respeitada».



Não existem religiões boas nem líderes religiosos que saibam conviver com valores humanos e democráticos. Todas as religiões e seitas servem para domínio e sustentação do poder, surgindo ao longo da história como a maior prisão e forma de tortura humana...




Não se tratando de defender causas relacionadas com a homossexualidade e a transexualidade, porque a Liberdade e Dignidade Humana devem ser respeitadas como valores e direitos indisponíveis, a Igreja através deste Papa, cada dia que passa mergulha mais e mais nos tempos da inquisição...




Esta Igreja pejada de parasitismo que por si só contraria todas as leis da natureza, entre elas, o celibato, além de viver na opulência desmesurada, globalizando o negócio em nome do seu contrário, Jesus, constitui por si só o exemplo da arrogância...




As declarações de Bento XVI acontecem após a recusa do Vaticano de se associar à petição pela descriminalização universal da homossexualidade lançada no dia 18 de Dezembro por 66 países na ONU. É preciso não esquecer que uma coisa é tecer considerações sobre a Homossexualidade e outra é aceitar que existam Pessoas que sejam torturadas e assassinadas por esse facto...




Posso não aceitar o folclore criado nas exigências de direitos e recurso a conceitos apenas aplicáveis a casais pela própria natureza, como o casamento entre homossexuais ou a adopção de crianças por homossexuais e transexuais, mas isso não me permite aceitar que essas Pessoas devam ser destruídas ou descriminadas.




Gostaria que o Vaticano utilizásse seu dinheiro e influências para lançar uma cruzada contra a FOME NO MUNDO e contra a GUERRA!




Defender e partilhar valores cristãos, felizmente, não é nada disto que as Igrejas propôem... As Pessoas de Bom Coração e Alma Pura, não pune, não censura, mas respeita e dignifica!




Esta IGREJA CATÓLICA e todas as outras que clamam o nome de JESUS, crucificam-no de novo todos os dias!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste dispositivo